sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Cada momento é único!

Amigos,

Há exatos 40 dias assumi a maior responsabilidade que alguém pode ter... me tornei mãe! Recebi de Deus um presente maravilhoso e perfeito! Agradeço todos os dias por essa benção!!!

No entanto, vejo que muitas amigas mães que vem conversar comigo, demonstram uma urgência em que seus bebês cresçam e passem rapidamente dessa fase de "bebezinho". Não precisamos ter pressa, afinal nossos filhos terão 1 dia, 15 dias, 1 mês, 3 meses, apenas uma vez na vida deles e nós teremos apenas uma única oportunidade de acompanhar cada choro, cada esboço de sorriso e cada momento. Precisamos viver intensamente e aproveitar todos os instantes, que certamente não voltarão.

Encontrei esse texto na rede e compartilho com as mamães apressadas e com as que como eu, querem freiar um pouco o tempo louco...



Não se preocupe, seu filho vai largar a chupeta.
Vai deixar de usar fraldas, vai sair da sua cama.
Seu filho vai desmamar, do peito e/ou da mamadeira.
Seu filho vai deixar de querer o “naninha” à noite.

Ele vai aprender a fazer seu próprio pão com manteiga,
vai parar de chorar quando você o deixa na escola.
Seu filho vai querer que você o deixe em paz,
assim como muitas vezes você deseja, em silêncio.

Seu filho vai parar de falar “cabeu” (e você de corrigi-lo),
vai parar de rabiscar as paredes.
Vai fazer escolhas que você não julga certas,
e você não vai poder colocá-lo no cantinho do pensamento por isso.

Seu filho vai parar de chorar em público,
de se espernear pelo brinquedo da loja.
Seu filho vai amar outras pessoas na vida,
e talvez você sinta ciúmes.

Um dia você vai lavar meias maiores que as suas,
um dia a falta de sono terá outro significado para você.
Um dia você vai ver que faculdade é mais cara que fraldas.
Um dia será você quem precisará de colo.

Não tenha tanta pressa.
Pode ser que um dia você sinta falta disso tudo.
Aproveite o amor recíproco entre vocês,
em todas as suas formas de demonstração, em todas as suas fases.

Aproveite a vida.
Aproveite seus filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário